Crise no pornô gay e trans? Prêmios brasileiros são cancelados

Categorias como ator gay e atriz trans foram excluídas na edição 2018 do Sexy Hot

Publicado em 04/09/2018
Marcos Goiano é o único ator de pornô gay indicado este ano ao Prêmio Sexy Hot 2018
Marcos Goiano é o único ator de pornô gay indicado este ano ao Prêmio Sexy Hot

A produção de pornografia gay profissional no Brasil é pequena. E este ano parece ter sido ainda menor.

Curta o Guia Gay BH no Facebook

A organização do prêmio Sexy Hot, o mais conhecido de entretenimento adulto no País, excluiu quatro categorias na edição de 2018 que contemplavam sequências gays e transexuais.

"Inicialmente, estavam previstas 18 categorias, mas quatro delas não tiveram número suficiente de produções inscritas", informou a assessoria do canal ao G1.

As categorias canceladas, que existiam desde 2016, foram: melhor atriz trans, melhor cena trans, melhor ator homo masculino e melhor cena homo masculino.

Continua a existir a categoria de revelação LGBT. Os indicados são o ator Marcos Goiano, de O Barman Caralhudo (selo: Hot Boys) e as atrizes de cenas lésbicas DreadHot, de 5 para 1 (selo: XPlastic) e Pink Skull, de [Des] Conectados (selo: Spook Show).

Categorias dedicadas a mulheres (como cena homo feminina) também estão no prêmio. Atrizes lésbicas e bissexuais estão em diversas outras categorias da premiação. 

Vale lembrar que ainda que muitas lésbicas não se identifiquem com o tipo de pornô em que elas são o foco, filmes lésbicos são praticamente uma categoria dentro da pornografia hétero e não sofreram nenhuma mudança no prêmio.

A cerimônia de entrega dos troféus será realizada em 9 de outubro em São Paulo (com transmissão pelo canal do Sexy Hot no YouTube) e terá apresentação novamente do cantor Leo Jaime.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.