Em 2017, número de gays e bi com aids superou o de héteros

De acordo com Ministério da Saúde, foi a primeira vez que esse fato ocorreu em 11 anos

Publicado em 28/11/2018
aids gays bissexuais
Homo e bissexuais estão muito mais presentes dentre doentes de aids do que na população em geral

O alerta para gays e homens bissexuais a respeito da aids continua alto! E ganhou agravante! Em 2017, pela primeira vez nos últimos 11 anos, o segmento passou numericamente o de homens héteros que desenvolveram a doença.

Curta o Guia Gay BH no Facebook

Tal cenário está no boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde na terça-feira 27.

Do total de homens que tiveram a enfermidade, 19,5% não informaram como se infectaram. Do restante, homossexuais perfizeram 39,2% e bissexuais, 9,1%, o que totaliza 48,7%. Homens heterossexuais foram 47,8%.

Tal fato é preocupante tendo em vista que pesquisas não mostram mais ser mais que 10% os homens no País que fazem sexo com outros homens.

Entretanto, como foi mostrado, o percentual dentre os que tiveram sintomas causados pelo HIV foram quase quatro vezes maior dentre o universo pesquisado.

Uma candidata leve a boa notícia é que a quantidade de homo e bissexuais infectados pelo vírus caiu anualmente na comparação entre 2012 e 2017.

A taxa decresceu 24% dentre homossexuais e 23% dentre bi. Porém, dentre héteros a queda foi maior: 30%.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.