Cientistas criam arroz que neutraliza HIV

Efeito é o mesmo de antirretrovirais que soropositivos precisam tomar

Publicado em 02/08/2018
Arroz pode combater HIV, dizem cientistas
Não é para ser ingerido: eficácia do arroz, diz estudo, vem na forma de creme

Um estudo publicado esta semana mostrou que um arroz geneticamente modificado pode ajudar a controlar o vírus HIV.

Curta o Guia Gay BH no Facebook

O arroz não é para ser comido, mas, sim, para ser passado na pele em forma de creme.

Segundo o VivaBem, os cientistas dos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha que realizaram a pesquisa acreditam que a substância tem o mesmo efeito que os antirretrovirais - medicamentos que soropositivos precisam tomar a vida toda.

Publicado na revista National Academy os Sciences, o estudo mostrou que o arroz modificado contém três protéinas microbicidas (2G12, lectina e cyanovirin-N).

Em testes in vitro, essas substâncias se ligaram à glicoproteína do HIV - que permite que o vírus atinja as células do organismo - e neutralizam sua ação.

Uma das vantagens do creme em relação às pílulas, é o baixo custo já que o arroz dependeria apenas da cultivação do cereal em plantações.

Ainda não se sabe se há efeitos colaterais e não foi informada qual a periodicidade e quantidade que soropositivos precisaram passar do creme em suas peles.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.