Google é criticado por não excluir app que promove 'cura gay'

Criado por grupo cristão, aplicativo diz que homossexuais podem virar héteros por meio de terapia e oração

Publicado em 16/01/2019

Google é criticado por não excluir app que promove 'cura gay'

Grupos ativistas internacionais estão clamando para que o Google retire de sua loja online um aplicativo que promove a "cura gay".

Curta o Guia Gay BH no Facebook

Criado por um grupo cristão norte-americano chamado Living Hope Ministries o app aconselha adolescentes e adultos homossexuais a se "tornarem héteros" por meio de terapia e orações.

O grupo diz que o estilo de vida gay é prejudicial e que homossexuais são "sexualmente quebrados" e podem sair de suas "identidades falsas".

O coletivo ativista Truth Wins Out iniciou uma petição no início do mês para que o Google retire o aplicativo da sua play store. Mais de 36 mil assinaturas já foram recolhidas.

"Por qualquer padrão, o aplicativo é horrível. Ele descaradamente compara a homossexualidade a um vício. Ele considera casualmente as pessoas LGBT como "estilos de vida destrutivos", disse o grupo ao The Telegragh.

Amazon, Microsoft e Apple removeram o app no mês passado após pedido semelhante de entidades LGBT, mas o Google, não.

"Esperamos que isso seja simplesmente uma supervisão de uma empresa muito grande, em vez de uma decisão política questionável que justifique uma ação adicional", afirmaram os militantes.

"Eu acho que é uma coisa terrível", disse o ativista britânico Phil Samba. "Eu acho que é terrível porque há muitas pessoas por aí que não entendem sua sexualidade. Quando você é jovem e na comunidade LGBT, você é criado dizendo que ser gay é errado ou uma escolha. Para as pessoas vulneráveis ??que são suicidas, isso pode ser realmente perigoso "

O app existe desde 2014 e segundo o próprio Google foi baixado mais de 1 mil vezes.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.