Ministério da Saúde retira cartilha trans do ar

Material também foi impresso e estava sendo distribuído em todo o País

Publicado em 05/01/2019

Ministério da Saúde retira do ar cartilha destinada a homens trans

Apenas um dia depois do novo governo ser empossado, uma cartilha com foco em homens trans foi retirada do site do Ministério da Saúde.

Curta o Guia Gay BH no Facebook

Na quarta-feira 2, o material, lançado seis meses atrás, não estava mais acessível aos internautas.

O material, produzido em conjunto pela pasta e entidades, dava dicas de prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (IST).

A justificativa é que a cartilha precisava de correções. Foi apontado que precisava de esclarecimentos uma página que mostrava ilustração do órgão sexual feminino com uma espécie de seringa invertida (chamada de "pump"), usada para aumentar o clitóris.

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, técnicos do ministério afirmam que o uso do "pump" pode causar traumas no órgão sexual e que a prática é feita visando o prazer e, por isso, não deveria ser abordada pela pasta.

Integrantes da equipe do ministério ligada à prevenção afirmam, no entanto, que o "pump" tem, sim, de ser abordado e que a inclusão foi feita justamente como um alerta para a necessidade de que a seringas somente sejam usadas com higienização adequada.

A cartilha também ganhou versão impressa, com tiragem de 23,5 mil exemplares que começaram a ser distribuídos em novembro em todo o País. Não há informação se o material será recolhido ou ganhará informações novas sobre o "pump".


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.